Clique para falar via WhatsApp

Clique para fale pelo Skype

Clique para falar com um corretor

Clique para acessar nosso Instagram

Clique para acessar nosso canal no Youtube

Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Em tempos de crise na economia qualquer dinheiro que sobra no final do mês já é motivo para comemorar, não é mesmo? Muita gente acredita que, com o orçamento apertado, é difícil fazer o salário render, mas isso é um engano. Ter mais dinheiro na conta é possível se você conseguir mudar alguns hábitos da rotina, como reduzir gastos supérfluos e planejar melhor os essenciais.

Descubra como reduzir despesas pessoais e ficar mais tranquilo no final do mês:

Despesas essenciais

Existem gastos que são fixos no orçamento, como aluguel, luz, comida, etc. Outra categoria de despesas abrange gastos que não são fundamentais, como lazer e cuidados pessoais. Na hora de economizar, é importante entender as diferenças entre esses dois tipos de gastos e, a partir daí, avaliar as mudanças que podem ser feitas para reduzir o que você gasta em cada uma das categorias. No caso das despesas fixas, dá para amenizar a conta de luz com o consumo consciente — apagando as luzes ao sair de casa, tirando equipamentos da tomada ou diminuindo o tempo do banho, por exemplo —, ou mudar a conta do celular para um plano mais barato.

Compras no supermercado

O planejamento pode ser um aliado e tanto na hora de cortar gastos. Na hora de ir às compras, ter uma lista em mãos diminui bastante o risco de ceder à tentação e comprar por impulso, o que pode ter um impacto enorme no orçamento familiar. Para gastar com mais controle, lembre-se de levar a lista com você e cumpri-la! Além disso, evite ao máximo fazer compras com fome. De estômago vazio, a tendência é querer tudo o que vê pela frente nas prateleiras.

Saídas e refeições fora de casa

Um almoço no final de semana aqui, um barzinho com os amigos ali. Fazer programas fora de casa é uma delícia, mas no final do mês o resultado pode ser uma conta-corrente no vermelho! Para se divertir sem comprometer as finanças, procure reduzir a quantidade de saídas pela metade, substituindo-as por programas caseiros, como jantar em casa e noite de jogos com os amigos. A diversão está garantida e o equilíbrio financeiro também.

Compras a prazo

Muita gente tem a ilusão de que parcelar uma compra faz com que o produto ou serviço fique mais barato, mas isso não é verdade. Muitas vezes, as compras a prazo têm juros embutidos, o que deixa tudo ainda mais caro. Para economizar, prefira sempre pagar à vista. Além de ter mais controle da quantia que está saindo da sua conta, você ainda pode conseguir bons descontos!

Compras por impulso e serviços que não são usados

Quem consome de forma consciente economiza sem ter que fazer muito esforço. Analise seu orçamento, veja onde estão seus maiores gastos e reflita se eles são realmente necessários. Assinatura de revistas que você nunca lê, mensalidade de academia que você nunca vai e inscrição em serviços que nunca usa devem ser cancelados sem dó nem piedade.

Reduzir as despesas pessoais é possível para todos, independentemente do salário que você recebe. Se você quer ter sucesso nessa empreitada, basta manter foco, ter determinação e mudar alguns hábitos.

Quer saber mais sobre o mercado imobiliário e receber mais dicas como essas? Assine nossa newsletter e fique por dentro!


Rua Professor Augusto Ruschi, Nº 3233, Esquina com Av. Luciano das Neves, Praia de Itaparica, Vila Velha - ESCEP 29102-065
Rua Henrique Moscoso, Nº 717, Ed. Vila Velha Center, Praia da Costa, Vila Velha - ESCEP 29100-021