Clique para falar via WhatsApp

Clique para fale pelo Skype

Clique para falar com um corretor

Clique para acessar nosso Instagram

Clique para acessar nosso canal no Youtube

Não está com tempo de ler? Ouça este conteúdo.

Já pensou em uma cortina para a sala? Esse item, além de garantir beleza para o ambiente ao decorar as janelas, também é responsável por oferecer conforto térmico e visual em um dos ambientes mais importantes da casa. Mas há tantas opções no mercado, que escolher não é a tarefa mais fácil.

Por isso, entenda a seguir como escolher a melhor cortina para a sua sala!

Escolha uma cor harmoniosa

Embora a cortina não tenha apenas função decorativa, é fundamental que ela tenha sentido com a decoração da sua sala. Assim, a cor é um dos pontos mais importantes para a estética da peça.

Para não errar, a cor da cortina deve ter a ver com o ambiente e, de preferência, ter um tom mais neutro. Cortinas brancas ou em tons terrosos mais claros são apostas que combinam com tudo. Enquanto o tom terroso funciona bem para ambientes rústicos, o branco harmoniza desde com uma sala moderna até com uma decoração mais minimalista.

Estampas e cores fortes podem ficar destinadas a detalhes, como as barras, ou então ser evitadas totalmente para que você não se canse rapidamente do aspecto colorido.

Pense no tecido ideal

A escolha de uma cortina para a sala também precisa levar em consideração o tecido. Dependendo do tipo, ele vai deixar entrar mais ou menos luminosidade.

Uma cortina de tecido voil é mais leve e mais fluída, mas normalmente permite mais luminosidade no ambiente — para uma sala de televisão, por exemplo, não é a opção ideal.

Já o tecido blackout é opaco e, além de eliminar a luminosidade, também ajuda a reter o calor. Se a intenção é aproveitar a luminosidade natural, pode não ser uma boa escolha.

Outras opções incluem a sarja, a seda e até mesmo o veludo. Para uma composição diferenciada, vale a pena escolher cortinas com mais de uma camada, misturando tecidos distintos.

Tenha cuidado com o tamanho

O tamanho da cortina precisa estar de acordo com a altura e a largura da janela. Se você tiver uma janela que vai de uma parede a outra, a cortina não pode ter a largura exata ou vai deixar vazar mais luminosidade do que o desejado.

Uma janela mais alta, por sua vez, exige uma cortina igualmente mais comprida ou o aspecto resultante é de que faltou tecido.

No geral, o ideal é que a cortina se estenda até o chão ou, no máximo, um centímetro acima, e que cubra com folga toda a largura da janela. Para a medida da largura, o ideal é deixar uma folga de 10 ou 20 centímetros de cada lado.

Acerte no tipo de cortina

Existem diversos tipos de cortinas, indo desde a opção tradicional, passando pelas persianas e chegando em versões do tipo romana e até mesmo as automáticas. Novamente, tudo depende da funcionalidade e da decoração do ambiente em si.

Uma cortina tradicional traz um aspecto clássico e versátil ao ambiente, enquanto uma cortina estilo romana confere um visual mais moderno.

Se for escolher a persiana, é importante evitar os modelos de plástico ou alumínio, que têm muita cara de escritório. Em vez disso, opte pelas persianas de tecido, que tendem a funcionar melhor. Se for automatizar a área das cortinas, a cortina rolô é a melhor opção.

Com essas dicas de como escolher uma cortina para sala, o resultado é um ambiente mais aconchegante, bonito, com iluminação na medida certa e protegido do calor excessivo dos dias mais quentes.

Já conseguiu decidir como vai ser a cortina da sua sala? Conte para a gente nos comentários!


Rua Professor Augusto Ruschi, Nº 3233, Esquina com Av. Luciano das Neves, Praia de Itaparica, Vila Velha - ESCEP 29102-065
Rua Henrique Moscoso, Nº 717, Ed. Vila Velha Center, Praia da Costa, Vila Velha - ESCEP 29100-021